Quinta-feira, 17 de Maio de 2007

Acto de Amar...

Estou sem palavras para descrever o que me faz sentir... porque isso deixo para quer ler, usar a sua própria interpretação e, quem sabe, comentar... que também é para isso que aqui escrevo, para que possam comentar a minha escrita!

 

 

 

 

Sem um abraço do espinho
Que trago cravado no meu peito
Sinto-me perdido e sozinho
Num tempo rarefeito!
 
Longos são os sentimentos
Que perpétuo em pensamentos
Drásticos e dramáticos
Em longas lágrimas de amores sarcásticos!
 
Temo pelo meu próprio bem...
Porque em mais nada consigo pensar
Um ser que de amor nada tem
Que sofre somente pelo gosto de amar!
 
Rio-me com a própria desgraça
Pensando que é um acto de lucidez
Mas, isto só é mesmo de alguém que disfarça
O seu próprio vento de aridez!
 
Descubro pouco a pouco
Que em mim pouco penso
Ajo como age um pobre louco
No tempo que se torna intenso!
 
Tudo isto para que consigas perceber
Que alma pura acaba sempre por sofrer
Que um estado de loucura
É estado de ternura!
 
Que não se ama, só por se amar
Ama, porque o amor é algo que devemos respeitar!
 
Marco Viana 16-05-07
 
publicado por Ir0ns às 20:15
link do post | comentar | favorito
|

.Perfil

.pesquisar

 

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. Desabafos de duas Almas p...

. Amor, dois corações, um s...

. Anjos

. E se de repente , tudo nã...

. O que é um poema sem títu...

. Tudo não passa de um ilus...

. Um novo recomeço!

. Quando as saudades aperta...

. Poesia e música

. ...

.arquivos

. Setembro 2009

. Fevereiro 2009

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Março 2008

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds